Pesquisar este blog

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

infância?

Dia das crianças 1995 : ‘Mãe me da um boneca esse ano?’
Dia das crianças 2009: ‘ Mãe me da um ipod esse ano?’
Só para constar essas duas crianças tem cinco anos. O que tem incomum? A idade, apenas.
Eu como uma ótima observadora, ou curiosa vivo prestando atenção nas conversas dos outros, sempre faço isso e em muitas vezes me remeto a escrever sobre o que ouço. Hoje dia 12 de outubro de dois mil e nove, para mim sempre foi uma ótima data. No meu tempo de criança eu acordava cedo mesmo não tendo aula, pulava na cama dos meus pais e às vezes a gente saia, ia ao cinema ou no parque de diversões ou apenas ficávamos em casa vendo filme e comendo pipoca, para mim era o melhor dia do ano, sem contar nas barbies que eu ganhava ou bonecas, ou lápis de colorir, ou massinhas de modelar, tudo pra mim era uma festa do maior presente até o menor e para muitos aparentemente sem graça. Tudo eu adorava, por que este era o meu dia.
Eu sinto falta da infância que tive. Andar de motoca e logo depois bicicleta até altas horas da noite na rua, brincar de casinha, escolinha, consultório com as minhas amigas, ficar feliz com o brinquedo mais barato que ganhava olhar desenho todas as manhãs, brincar de lego e colecionar brinquedinhos do kinder ovo, brincar de pega-pega na escola e fazer tudo com a maior inocência possível. Amigos eu tinha perto de casa, não ligava pra ninguém, simplesmente me dirigia até a casa da pessoa para conversar, brincar ou até mesmo brigar. Eu não tinha celular, mp4 e computador servia somente para jogar paciência e mesmo assim era chato. Sinto falta de tudo isso e tenho pena das crianças de hoje em dia que a meu ver não tem infância, ou melhor, uma verdadeira infância. Criança não pede roupas no seu dia, ou um ipod igual eu vi uma menininha de cinco aninhos pedindo para sua mãe, não pede um celular ou um tênis descolado que esta super na moda, criança pede brinquedo, bonecas, bonecos e carrinhos. Criança pede coisas simples e principalmente carinho e atenção. Sei que mudar isso seria impossível com tanta coisa na mídia engrandecendo os olhos dos pequeninos desde cedo, é triste por que vejo a minha irmã de 12 anos e não me vejo quando eu tinha a idade dela. Vejo-a como me vejo hoje com 19 anos, mas adoraria me ver hoje como me via a 10 anos atrás. Acordando para ver Ursinhos carinhosos enrolada em um edredom colorido tomando Nescau na sala de casa e depois brincar o dia inteiro com uma caixa de brinquedos espalhados pela mesma sala e de noite dormir cansada, mas feliz.

9 comentários:

Ana Paula disse...

Nossa moça...*_*
Adorei seu blog de verdade, essa parte de uma música aí do lado dos Beatles certo?
Tudo muito legal!
E esse texto nossa, vc escreveu tudo o que eu tmb penso viu...
O tempo passou, as coisas mudaram, mas existem coisas que não deveriam mudar né?
Era tão bom ser criança ultimamente, parece que as crianças de hoje não aproveitam a infância direito né?
Adorei! De verdade...=)
Vou te seguir tmb...^^

Ana Paula disse...

E ah, eu faço Arquitetura. ^^
E vc?

Buba disse...

Adorei teu blog, achei tudo interessante, o texto das criança então! tudo verdade. jsiajsijajsiaj
ADOREI.

Re disse...

aaah que saudade da infância, e que os jovens de hoje saibam ver o que há de errado para corrigir a infância de amanhã !
adorei seu blog

Luh* disse...

Que texto legal!
menine mais como os tempos mudaram né! não vejo mais criança na rua! ta todo mundo em casa brincando com seus jogos eletronicos! ¬¬
beijos

SHINE * disse...

Aai que fofo *-* por mim eu não deixava nunca de ser criança, é tão bom! :D
obrigado por conhecer meu blog, adorei o seu tambem!

beijos

PINHEIRO disse...

Tens razão mesmo, essas piazada, não jogam bola na rua pra joga playstation, não ve o Jaspion pa ver putaria na internet, escrevem tudo por siglas de msn.
Esse mundo ta perdido mesmo.
hehhehehe

Erika disse...

óóóóóó!!! ta se puchando nos textos...tá cada vez melhor...continua assim...quando publiva algum texto novo me avisa pra mim lê tb! e mais uma coisa..teus textos estão beem elaborados e com assuntos que não fogem do cotidiano mas de uma forma q talvez algumas pessoas não vejam.
beiijos!

Felicidade Clandestina. disse...

aaaaaaaai me encantei com teus textos,

jah começando de cara por esse. *__*